Sexo na gestação, puerpério e lactação

Manual para quem deseja desfrutar da ~forma física do amor~ de uma mulher na gravidez, pós parto e amamentação.

A vida a dois não pode ser completamente ignorada só porque a família cresceu. Mas tem muita coisa para ser levada em consideração.

Sexo na gestação não é indicado quando há ameaça de prematuridade ou aborto. Se houver algum sangramento no primeiro trimestre, por exemplo. Converse com um ou mais obstetras para saber sobre seu caso específico.

A famosa quarentena nem sempre são exatamente 40 dias. A consulta de retorno do pós parto é muito importante!!! Se o parto tiver sido normal ou cesariana, é necessário saber se está tudo ok fisicamente antes. Se estiver tudo fisicamente 100% mas a mulher não estiver psicologicamente pronta, só resta aguardar e refletir sobre o motivo dela talvez estar se sentindo cansada e/ou emotiva. Será que há algo que você possa fazer pela família antes de pensar em sexo? Lembre que no primeiro mês tem muita coisa acontecendo.

Vamos começar pelo óbvio: não. Não é a mesma coisa.

Não é só porque não oferece risco para o bebê que pode fazer tudo que fazia antes.

O corpo dela mudou. As coisas têm novos tamanhos e formatos e a química do corpo está toda alterada.

SEIOS

Desde o início da gestação estão extremamente sensíveis. A pele toda do peito está mais delicada e o toque pode irritar. Como se fosse na TPM, só que vai durar muitos meses (ou anos)

Dica séria: os seios dela talvez estejam grandes e redondos e mais lindos do que nunca PORÉM a mãe que amamenta em livre demanda não quer ninguém encostando neles, principalmente no mamilo. Já tem um bebê que fica pendurado lá várias horas todo santo dia.

É capaz deles vazarem discretamente ou esguicharem sozinhos quando a mulher estiver excitada. Ocitocina tem esse poder. Por isso muitas preferem fazer sexo de sutiã e absorvente de seios para evitar isso.

Dá um tempo deles.

Sei que vai sentir saudades mas eles estão em outra missão agora. Tenha paciência.

(Claro, existem exceções e tem mães e pais com certos fetiches, não estou aqui pra julgar. Estou aqui pra implorar que deixem os seios das lactantes sem fetiche em paz)

LIBIDO

no primeiro trimestre há uma baixa na disposição. Isso é o corpo pedindo sossego para gerar uma vida nas fases iniciais. Então respeite a posição que a mulher indicar, talvez esteja tendo enjoos e noites mal dormidas. Talvez ela até queira uma relação mais selvagem cheia de aventura e força mas o corpo não acompanha. Compreenda..

Mas atenção ao segundo trimestre! A energia acumulada muitas vezes vem com uma libido louca e a mulher fica cheia de fantasias. Aproveite.

Já no terceiro trimestre a libido pode até existir mas a energia não porque tem um barrigão pesado e provavelmente acompanhado de inchaços e dores, talvez azia e falta de ar também.

Para a reta final e até mesmo no dia do parto (se a bolsa ainda não tiver rompido) sexo é uma ótima forma de estimular a produção de ocitocina no corpo além do esperma conter proataglandina. Dois hormônios muito importantes e necessários no parto.

Em geral, quatro apoios costuma ser uma das posições preferidas e a mulher por cima costuma ser sucesso absoluto na gravidez. Às vezes de conchinha, que poupa esforços e é bem agradável também.

PS: Se for necessário investir em lubrificante, não tenha vergonha. As mulheres às vezes não ficam tão úmidas quando estão prestes a produzir leite. O corpo tenta evitar assim uma nova gestação enquanto o bebê for pequeno além de baixar a libido muitas vezes.

*vou falar por último sobre a primeira vez após o parto, porque dá um tópico Inteiro*

MASTURBAÇÃO, SEXO ORAL E ANAL

Mastubar o parceiro ou ser masturbada pode ser muito intenso e muito prazeroso para ambos. Algumas coisas que podem parecer pequenas num relacionamento mas ficam imensas na gestação. Muito válido também para o período de resguardo. Redescubra o poder das mãos.

Não é incomum as mulheres fazerem sexo anal por simplesmente por estarem com a vulva inchada, sensível etc.

Se a mulher não quer, não insista é algo que precisa de muita vontade e em hipótese alguma ela deve se sentir pressionada nessa ou em qualquer outra situação (da vidaaaa)

Receber sexo oral é bem importante. Algumas se beneficiam muito de receber antes da penetração por causa da lubrificação que em certos momentos fica comprometida.

No pós parto é importante aguardar um tempinho para a recuperação da vulva e do canal vaginal. Se tiver tudo laceração é importante respeitar a absorção dos pontos.
Mas depois… garanto que será incrível.

Na hora de fazer duas coisas precisam ser levadas em consideração

1) Postura, costas e pescoço. No último trimestre é muuuuito comum ver mulheres com torcicolos, torções e problemas diversos.

2) O carinho que ela sente pelo parceiro naquele exato momento. Chega uma hora (ou mais de uma) que quase toda mulher grávida fica farta de seu companheiro e mesmo querendo sexo não significa que ela quer algo necessariamente romântico ou que seja para o benefício dele. Algumas gostam de fazer, outras gostam de dar prazer. Se ela não estiver em um bom momento nem fazer sexo oral e nem masturbar o parceiro serão prioridades.

A PRIMEIRA VEZ APÓS O PARTO

muita atenção agora…

Lembrem do primeiro tópico seios (muito importante isso) e lembrem também da libido que pode estar significativamente diminuída na amamentação.

Quando for o grande dia, e a mulher disser “Bora!” algo muito muito muito muito importante precisa ser feito.

Chama-se preliminar.

Não aquela preliminar apressada de quem está com outro objetivo em mente…

Uma preliminar vagarosa, onde cada passo é feito com cuidado e atenção.

Mantenha em mente que a primeira vez após o parto será a primeira vez daquela vagina. Ela mudou. Ela está não só com a cor diferente mas possivelmente mais estreita e a sensação é de que nada mais cabe ali.

Não queremos outra laceração (e com ela outro período de recuperação e espera) então invista na preliminar.

Uma massagem. Um cafuné. Um chamego. Uma pia limpa. Um bebê ninado.

Pegue firme na cintura. Explore a nuca. Dê atenção ao clitóris.

Se der tempo de escolher as músicas certas, e acender as velas, aproveite. Tem tudo pra ser um momento inesquecível e maravilhoso DESDE QUE… As preliminares sejam bem feitas.

E pode ser parcelado.

Se um dia for quase ter penetração mas não teve e no outro foi mais quaaase ainda… tudo bem!

Sugiro leituras sobre tantra, prazer, energia sexual e satisfação.

Uma hora vai e essa hora vai ser ☄☄☄☄☄☄☄

Além de leituras sobre tantra, recomendo aulas de pompoarismo. Su-ces-so!!!

Se fizer cama compartilhada, sinta a aventura que é sair de fininho pra dar uma escapadinha. É como na adolescência mas muito mais emocionante.

Lembrem-se dos métodos contraceptivos. Amamentar não é um.

Por fim, vou deixar aqui ilustrações para vocês se inspirarem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.