Indução Natural?

Sabemos que a reta final é cheia de cobranças e ansiedade generalizada. O parto, a termo, com gestação saudável, de baixo risco, é um graaande mistério. Tudo sobre ele é suposição. Temos estudos que mostram como as coisas funcionam na maioria das vezes, mas quem irá dizer que você realmente faz parte da maioria, né?

Pois então, 42 semanas (pós termo) é a data “limite” no sentido de haver evidências de que os riscos aumentam, assim como abaixo de 37 semanas (pré termo). Ao se aproximar ou passar da DPP – que marca 40 semanas, todos parecem que estão segurando uma batata quente e só querem que a brincadeira acabe logo.

Existem formas medicamentosas de indução, devem ser usadas quando há indicação (por exemplo: diabetes gestacionais ou hipertensão gestacional ou – talvez – quando passa de 24h de bolsa rota sem entrar em trabalho de parto espontâneo) e nesses casos os métodos alternativos podem até anteceder a indução medicamentosa mas nunca substituir, porque ainda que funcione, não se sabe ao certo quando e se há indicação de indução é justamente para controlar o tempo… mas cada vez mais temos mulheres querendo induzir sem indicação científica, por um medo de “passar da hora” ou por estarem muito cansadas de conviverem com o barrigão e querem conhecer logo o bebê. Daí, procuram métodos ~naturais~ de indução.

Antes de falar dos possíveis métodos, vale a pena deixar a dica para que estudem bastante sobre o que é o trabalho de parto e o que são as contrações. Quando espontâneo, é porque o pulmão do bebê fica ‘pronto’. É o último órgão a amadurecer e ao fazê-lo libera surfactante que em contato com o líquido amniótico inicia aos poucos o trabalho de parto. Existem exames para confirmar a maturidade pulmonar fetal mas a única maneira de saber de fato que está 100% prontinho para nascer é o trabalho de parto (exceto casos onde é necessário intervir antes, como as indicações de indução e cesariana antes do início do TP – por exemplo: bebê transverso ou placenta prévia)

Muitas mulheres não sentem sinal algum de que entrarão em trabalho de parto… até entrarem. Pode mesmo começar de um dia para o outro, mas pode também dar pequenos (e incômodos) sinais com semanas e meses de antecedência, que chamamos de pródromos.

Vamos lá!
Vou fazer uma breve lista de 5 coisas muito comentadas quando as pessoas buscam por dicas de Indução “Natural”

1. Banho quente / Escalda pés

Tomar um longo banho bem quente é muito recomendado. A temperatura quente da água do chuveiro alivia as dores ao mesmo tempo em que estimula o corpo. “Oxi, Yohanna, eu tomo banho quente todo dia e não entro em trabalho de parto nunca.” Pois é, não é dos métodos mais confiáveis para INICIAR o trabalho de parto, mas quando ele começar, o chuveiro será seu melhor amigo. O tempo voa, você relaxa os músculos e permite que o bebê se movimente lá dentro – se encaixando melhor onde tiver que encaixar – e o parto flui de maneira mais tranquila. Poderá ser usado no início, meio e fim. Se sua equipe for flexível, você pode até parir no chuveiro. Até porque o chuveiro costuma ser em um local pequeno, sem muitas pessoas e geralmente dá pra controlar a iluminação e deixar mais escurinho, o que ajuda muito seus níveis de consciência a saírem do modo de alerta para que se sinta segura. Como diz a @adeledoula de novo, toda mamífera precisa de toca para parir e a melhor toca das humanas é o banheiro.

A banheira, entretanto, não é recomendada para qualquer momento. Água de imersão relaxa demaiiissssss a musculatura e no trabalho de parto o seu corpo precisa estar ativo. Então a não ser que você queira/precise de uma pausa ou se você já estiver no finalzinho, é melhor não entrar ou não demorar nela porque irá justamente desacelerar.

Escalda pés é um pouco diferente pelo seguinte motivo: a água é bem mais quente do que aquela que você costuma tomar banho e especificamente no meio no pé tem pontos de reflexologia que estimulam o útero e também o intestino, e isso acaba influenciando o funcionamento e pode ajudar a iniciar. Percebam que falei pode e não COM TODA A CERTEZA DO MUNDO.


2. Canela / Pimenta
(e café, chocolate, gengibre, etc.)

O consumo de canela e comida apimentada é muito interessante. Há quem revire os olhos e julgue como papo de doula hippie. Mas… são os métodos mais antigos que existem, embora não tenham comprovação científica. Vou explicar a lógica que eu – Yohanna – enxergo neles: são termogênicos, certo? Aceleram o metabolismo. O metabolismo, quando acelerado, tende a exigir evacuações que de um jeito ou de outro, liberam o espaço para a descida do bebê e se o bebê desce, o colo reage, contrações acontecem e vira uma dança interna. Qualquer uma dessa coisas, usadas de forma isolada não terá o mesmo efeito que medicamentos, claro. Os efeitos sequer são imediatos. No terceiro item falo mais um pouquinho sobre a combinação deles.

Existe aquele famoso chá, que eu não poderia deixar de mencionar. O chá tradicional que a Naoli Vinaver, parteira mexicana que mora no Brasil há anos difundiu.

O chá serve para ser tomado durante o parto para aquecer, estimular, relaxar e energizar o corpo da mãe. Após as 40 semanas, também serve para estimular o início do trabalho de parto.
Receita:

Ferver 1 litro de água e adicionar os seguintes ingredientes, deixando tudo “a abafar” por 15 minutos:
• 2/3 paus de canela.
• Um bom pedaço de chocolate, o mais puro possível.
• 5-10 bolas de pimenta negra inteiras
• 3 folhas de abacate, secas ou frescas.
• 1-2 raminhos de alecrim, de preferência fresco, mas pode ser seco.
• açúcar mascavado a gosto ou mel para a taça antes de beber.

Ingredientes opcionais para melhorar o efeito das contrações:
• fatias de gengibre fresco.
• 1-2 colheres de chá de pó de pimentão vermelho.

• orégãos, manjericão e tomilho em quantidades de meia colher de chá.
• 6-8 folhas frescas (ou secas) de Zoapatle (montanoa tomentosa) ou 1 colher de tintura zoapatle em brandy. *

3. Relações Sexuais e Carícias

Agora completa os “Três hots” Banho quente, comida quente, sexo quente.
Sexo não está na lista somente por ser bom, ou por ser como tudo começou. Dos 3, é o que mais tem embasamento para iniciar um trabalho de parto.
O sêmen têm prostaglandina, hormônio que amolece o colo uterino. O ato enche a mulher de ocitocina, hormônio presente nas relações sexuais, afetivas e… no parto (o melhor hormônio, né?) e para mais detalhes, leiam o texto da @adeled

oula sobre a partolândia – Parece que a Adele até está aqui ao meu lado escrevendo comigo rsrs

Existem diversos tipos de carícias e todos fazem o corpo liberar hormônios lindo e super úteis para o parto. Estimular os mamilos é um dos principais. Mas até cafunés e beijos na boca ajudam. Massagens são muito recomendadas também. Não apenas para iniciar o TP mas para acelerar durante.

4. Exercícios Físicos

Dança, bola suíça, agachamentos, caminhada, subir e descer escada, etc.

15823181_10154469930548303_4472269142220720748_n

[Foto: acervo pessoal. Eu e minha bola que me eu tanto amei e usei na gestação e trabalho de parto]

então os métodos alternativos sempre geram aquela dúvida: Será que deu certo ou será que estava na hora? Até porque se a mulher estava buscando um método para acelerar as coisas, é porque estava ansiosa, cansada, irritada, etc. E tudo isso já é um sinal de que pode estar para chegar. A @adeledoula chama de TPP – Tensão Pré Parto.

Todas maneiras maravilhosas de mexer o corpo e RELAXAR. Esportes, de forma geral liberam endorfinas no corpo, que podem ajudar tanto a cabeça da mãe quanto o encaixe do bebê. mas não adianta fazer com o foco de entrar em trabalho de parto, porque você vai se estressar, liberar cortisol e adrenalina, e isso não é o que queremos.
Faça se te fizer bem. Se não estiver no clima, assista um filme, leia um livro. Distrair pra relaxar é mais eficaz do que forçar e se desgastar com isso.

5. Tâmaras

Eita que tá um bafafá essa história de tâmaras, hein? Uma pesquisa feita da Jordânia (onde tâmaras são bem mais comuns) foi realizada e descobriram efeitos impressionantes.
Porém, é mais para acelerar o parto do que iniciar o trabalho de parto. Ela possui substâncias parecidas com a ocitocina e encurta a duração do TP, além de resultar em menos danos nas membranas.
6 tâmaras por dia por 4 semanas a partir de 36 semanas.
Aqui no Brasil, são raras e caras e não são tâmaras frescas. Vale pesar os prós e contras se você não curtir muito o sabor doce delas.

Bônus!

Terapias integrativas

Acupuntura é  de longe a mais procurada na hora que alguém fala de indução. Já falo logo: Não há comprovação da eficácia e não há como saber quando funcionará, provavelmente serão necessárias múltiplas sessões… mas se estiver com a ansiedade te consumindo, vale todo tipo de tentativa. Às vezes até acalma pelo fato de você estar fazendo algo. Há quem diga que a energia do corpo se direciona melhor para desencadear reações em cadeia para começar o trabalho de parto, e há quem diga que é puro efeito placebo.

É aquela coisa: se precisa de urgência, medicina ocidental. Se é um plano a longo prazo, medicina oriental.
Então se você precisa induzir por algum motivo, vai precisar de métodos tradicionais mas se puder levar alguns dias, por que não tentar acupuntura, né? Várias Acupunturistas se especializar em gestantes e podem equilibrar a energia de forma propícia para iniciar o TP.

 

Aromaterapia, reflexologia podal, auriculoterapia, homeopatia, arteterapia, cromoterapia etc são  outras técnicas que podem funcionar isoladamente ou em conjunto.


Método não medicamentoso que a equipe técnica costuma sugerir de fazer: Descolamento de membranas. Pode levar alguns dias para estimular os hormônios até surtir efeito.

Sugiro leituras sobre prostaglandina sintética  (misoprostol) para a indução. E leituras sobre ocitocina sintética e  sonda foley (balão)  para a condução de parto. É importante lembrar que com cesárea prévia há ressalvas em relação ao uso de medicamentos.


*Por quê eu coloquei um ponto de interrogação no título e tantas vezes coloquei a palavra entre aspas?
Porque natural é de acordo com a natureza e qualquer interferência, mesmo sem ser com alopatia e instrumentos é artificial. O ideal é que você tenha um G.O atualizado e supimpa com quem você possa conversar sobre todas essas alternativas e as suas vontades, desejos e dúvidas para o trabalho de parto.  

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.