Violência Obstétrica, a vilã invisível

Violência obstétrica é comum, protocolada e institucionalizada. Por que é invisível? Porque além de pouco discutida, é muitas vezes menosprezada e disfarçada. Assim como o bullying, boa parte das pessoas insiste em naturalizar essa violência porque antigamente todo mundo passava por isso e ninguém reclamava. Por tanta gente ignorar a existência de um problema real, ela se torna imperceptível. Ou quase.

“Esse Bebê Não Vai Nascer, Não?” – Dez Dicas Práticas Para o Final da Gestação | Por Adele Doula

O final da gestação é naturalmente um período de muita ansiedade para a mulher e seus acompanhantes. A chegada do bebê significa uma mudança radical na vida de todos e esse momento é esperado com muito entusiasmo e uma pontinha de medo. Quando a data se aproxima, é comum ouvirmos as mulheres perguntando coisas do tipo: "como eu posso saber quanto tempo falta?""como eu posso ajudar o parto a começar logo?" Então, hoje, resolvi trazer algumas dicas práticas para ajudar nesta reta final.

Os Medos do Parto

Os medos fazem parte da nossa vida, alguns explicáveis, outros ditos irracionais, mas fato é: são legítimos para quem os sentem. Os medos surgem de histórias ouvidas, traumas vivenciados, crenças individuais, familiares e coletivas. Estão em nossa casa, no ambiente familiar e no imaginário do povo. Muitas vezes não os materializamos, apenas sentimos o desconforto quando ouvimos, vemos ou vivenciamos algo, e quando isso acontece geralmente não conseguimos lidar, não nos preparamos e depois também não buscamos nas origens como resolver.

Doula na Cesárea

Foi estabelecida a função e o papel da doula: uma mulher que informa, apoia, acolhe e alivia dores de forma mais natural uma mulher na gestação, parto ou puerpério. Mas ainda há quem questione a real necessidade de uma doula na hora da cesárea, como se doula fosse apenas para mulheres que almejam pelo parto normal.